Curitiba (41) 3022-5091
São Paulo (11) 3468-0113

Pesquisa sobre a compra na Black Friday em 2016 em Curitiba!

07/12/2016


Para a maioria dos consumidores curitibanos, a palavra que vem a mente quando ouve falar Black Friday é promoções/descontos/preços mais baixos.

A maioria dos consumidores curitibanos acredita que a Black Friday seja uma promoção/liquidação válida e não estava aguardando esta promoção para fazer compras.

Para mais da metade dos consumidores curitibanos, a compra na Black Friday não é para antecipar as compras de Natal. Para quem irá antecipar as compras de Natal, a maioria disse que a compra será parcial.

O local que metade dos consumidores curitibanos irá comprar na Black Friday é em loja física.

 

Os consumidores curitibanos ainda não tem em mente a megaliquidação Black Friday, mas percebem que é uma campanha que o varejo promove para oferecer descontos e ofertas de produtos.

 

O evento Black Friday ainda levará mais tempo para que o consumidor  marque como uma data que o varejo promove liquidação. Será necessário  investimento em comunicação para que o mercado marque esta data como oportunidade de compras  com bons descontos.

Mais quando o cliente vai a loja buscando este desconto, parte percebe que não tem a promessa de megaliquidação,  dizem que é uma fraude, pois elevam o preço para dar descontos, outros abaixam o preço de produtos que não tem giro ou está saindo de linha.  E alguns descontos não passam de 10%. Portanto, a promessa de desconto do evento seria uma enganação.

O comércio, tanto físico como virtual, precisa planejar esse momento de liquidação para que efetivamente possa ser comparada com a original iniciada pelo varejo dos estados unidos.

 

Para os comerciantes, é mais uma oportunidade para incentivar o consumo ,que neste período de recessão deixa o consumidor inseguro e desmotivado para ir as compras, mas precisa tomar cuidado na elaboração da estratégia de precificação para essa megaliquidação.

Considerando que a primeira parcela do 13o. Salário deverá chegar no final de novembro, as compras para o natal, efetivamente deverá acontecer a partir de dezembro.

Podemos projetar que esta super sexta de liquidação possa superar um faturamento de 4 a 5 sextas, e principalmente neste momento de crise, de alta taxa de juros e inadimplência,  é bem vinda para os comerciantes.

 

Compartilhe