DIRETO AO PONTO COM PROF. CLAUDIO SHIMOYAMA

Branding – A construção da marca

Branding – A construção da marca

O mundo está mudando muito rápido, e a maneira como as pessoas interagem e consomem as marcas está mudando no mesmo ritmo. Cada vez mais as pessoas querem além uma relação racional com as marcas, querem uma relação emocional. Hoje em dia, não basta saber quem são seus clientes e o que fazem, a marca precisa entender as suas motivações e dores. A estratégia de Branding busca construir, gerenciar ou reposicionar uma marca, visando implementar valores que sejam reconhecidos pelo público. Mais do que gestão de marcas, é a gestão das percepções dos consumidores.

E antes de iniciar o texto que fala brevemente sobre Branding, vamos fazer uma atividade. Olhe por alguns instantes na verde abaixo.

 

Se uma pessoa disser para você relacionar a cor verde a cor a qualquer marca de café, as chances de você relacionar com a marca Starbucks são grandes, correto?

Essa associação acontece, pois, a estratégia desta marca é extremamente eficaz, onde apenas uma cor já é o suficiente para associar a uma marca.

E se tem uma palavra que pode atribuir a essa marca, é relacionamento, e a Starbucks sabe o poder dessa estratégia para o seu negócio, e investe constantemente em uma série de ações de marketing que auxiliam para ser lembrada.

Existem várias estratégias que estimulam o posicionamento de uma marca e uma delas é a realização de ações de branding, e hoje vamos falar da importância da pesquisa e inteligência de mercado na elaboração de embalagens para influenciar positivamente o processo de branding com o público-alvo. Confira!

A pesquisa de mercado é uma importante ferramenta no processo de lançamento de uma marca, pois, além de orientar com segurança a tomada de decisões inteligentes, a pesquisa proporciona a oportunidade para identificar mais sobre o produto, embalagem, mercado e o consumidor.

Antes de lançar um produto no mercado, destacamos a importância de “testes de aceitação”, que são realizados através de pesquisas, para conhecer melhor o sentimento do público-alvo, seus desejos e necessidades, de uma forma ágil e extremamente confiável. O gestor de branding, através da pesquisa e inteligência de mercado, irá identificar as motivações para consumir a marca, considerando sabor, hábito, prazer, sensações, enfim, características que reforçam laços emocionais.

Por fim, pesquisas mostram que quando uma compra deixa de ser embasada por fatores racionais e passa para o campo emocional, as chances de fidelização de um cliente são maiores. As pessoas começam a comprar por hábito, confiança e percepções positivas.

Temos também outras pesquisas para o desenvolvimento de estratégias de branding para tornar sua marca mais forte, principalmente em momentos de pandemia. Para saber mais sobre assunto, entre em contato conosco.

Comentários